Pássara rara

CAPA ROMANCES DE CAFUNDOS 001

(de Romances de Cafundós / 1992)

Um pouco assim
como se faz o dia,
entre vigílias
e alegrias boêmias,
se faz o amor
dos machos e das fêmeas.

Um pouco assim
como se vai o dia,
em sol poente
horizonte abaixo,
se vai o amor
das fêmeas e dos machos.

Três moças de nosso apreço
partiram sei lá pra onde
pensando que o amor é longe,
que o tempo do amor é imenso.
Teresa, meia maluca
de ver o amor como o dia,
amou como amara nunca
o bem que mais perto havia.

Três moços de nossa estima
danaram-se a versejar
com três solitárias rimas
pra Lúcia-Inês-Rosemar.
José, que jamais cantara,
explodiu em cantoria
amando pássara rara
que veio e foi como o dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *