Lagoa das Malvas

(com Carlos Catuípe e Loma)

Vagalume aclara
pétala que aflora
na beirinha d’água
da Lagoa das Malvas

Vagalume aclara
flor que se insinua
n’água da lagoa
que amorosa lua
invade e decora
cheia, cheia e nua

Galo acorda o dia,
abre no Pontal
toda cantoria
todo festival
que anima a floresta
das barbas de pau

Vagalume aclara
pétala que aflora
na beirinha d’água
da Lagoa das Malvas

Almas de cantoras,
vozes de tambores,
vibram na lagoa
por paixões e amores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *